9 de janeiro de 2007

Dois anos de paz

Al-Bashir discursou ladeado por Salva Kiir




Juba celebrou com pompa e circunstância o segundo aniversário do Acordo Global de Paz (CPA na sigla em inglês), assinado a 9 de Janeiro de 2005, em Naivasha, no Quénia.
A capital do Sul do Sudão ganhou uma nova central eléctrica e um hotel, The Southern Sudan Hotel. A polícia recebeu uma nova frota de dezenas de viaturas.
O país também tem uma nova moeda a partir de hoje. A Libra sudanesa substitui o Dinar, «uma moeda muçulmana», declarou um dos bispos anglicanos de Juba ao repórter de Rádio Backita 91 FM. Uma libra equivale a 100 dinares. A nova moeda vale cerca de 50 cêntimos do dólar americano.
Omar al-Bashir passou o dia em Juba para tomar parte nas celebrações.
Os actos principais da comemoração decorreram no estádio de Juba.
O arcebispo católico e o xeque muçulmano abençoaram os festejos. Seguiram-se saudações, discursos, danças tradicionais e música marcial.
Os populares aderiram em força.
Salva Kiir, presidente do Sul do Sudão, no discurso que proferiu, denunciou as violações do CPA e a insegurança, sobretudo na ligação com o Uganda. E exigiu que os responsáveis pelo recente ataque às forças do SPLA em Malakal fossem entregues à justiça.
Al-Bashir, por seu turno, declarou que o Sul tem a autonomia para resolver os próprios problemas e que o Partido do Congresso, a que preside, não pode ser culpado por tudo. E terminou o discurso com dois sonoros aleluias!
A assinatura do CPA entre o Governo do Sudão e o SPLM/A pôs fim a mais de 20 anos de guerra civil e marca o roteiro que o país deve seguir até 2011, altura em que os sudaneses do sul devem escolher entre a autonomia ou a união com o Sudão.

1 comentário:

elsa nyny disse...

Amiguito!!!

Mas que festa!!!!
"Dois anos de Paz!
Ke bom!!! Que esses dois se multipoquem por muitos, muitos mesmo!!!


Beijinhos!!!