29 de dezembro de 2006

Caty

Olá! Chamo-me Caterina, Caty para os amigos! Sou a gata dos missionários combonianos de Juba. Gosto muito de colinho, sobretudo do do Hans e do Zé. E de apanhar ratos – que aqui são aos montes. E de distrair o pessoal durante a oração da amanhã e da tarde, debaixo da buganvília e da palmeira, no adro da pequena capela. Corro, roço-me nas pernas, brinco com o meu rabo ou com as ervas… Então com o gato-bebé das missionárias era uma festa. Mas o enfezado morreu. A irmã Doménica ficou muito triste, porque lhe dava todos os dias leitinho com uma seringa. Diz que morreu de hipotermia: a noite de Natal esteve fresca e o bichanito nunca recuperou. Pena. Mas tenho dois pretendentes: um gato preto e um branco-sujo, grandalhão. O Hans quer que eu engravide depressa para com os filhotes dar cabo das ratazanas que andam por aqui. Mas ainda sou novinha. Dizem que tenho quatro meses!

2 comentários:

elsa nyny disse...

Caty!!
Ès uma querida!!!
Sabes,adoro gatos, mas morrem todos atropelados, e depois é uma choradeira cá em casa!!! Tu, linda!!! tem cuidado contigo, e cuida bem dos teus amiguinhos, que são muito queridos!!!

beijinhos!!

:))

Tiago Almeida disse...

ohhh só dois comentarios para esta gatinha querida ke tem dois perdentes eu sou o filho da elsa nyny e ela é ke me disse da existencia do teu blog é expetacular!!!a gata e foto!!!!