8 de janeiro de 2011

A POSTOS


Separação: falta 1 dia © JVieira

Os residentes do Sul do Sudão estão prontos para o referendo de autodeterminação. O voto começa amanhã e termina no sábado. Mais de 3,9 milhões de sulistas vão escolher entre a unidade e a separação.
Ontem a Agência para os Média Independentes apresentou um estudo de opinião que elaborou entre Junho e Novembro nos dez estados do Sul do Sudão e em Cartum: 96 por cento vão votar pela independência porque querem um país própria para gerir os recursos naturais e o destino da região e dar dignidade e identidade aos habitantes.
Ontem, o SPLM organizou o último comício em Juba e à noite uma vintena de artistas locais deram um concerto de borla no Centro Cultural de Nyakuron – tipo CCB em ponto pequenino – para motivar as pessoas a participar no voto.
Ontretanto, a polícia participou na limpeza das artérias principais de Juba para lhes dar um ar mais digno já que a cidade foi invadida por cerca de 200 jornalistas – o número é do Ministro da Informação – e um sem número de VIPs que vêm observar o referendo.
Hoje a cidade está calma, as lojas – mesmo dos árabes abertas – e o ambiente é de expectativa.
O Conselho das Igrejas do Sudão organizou para hoje uma jornada de jejum e oração pelo referendo.
Entretanto, o voto já fez algumas «vítimas». Os templos das Testemunhas de Jeová foram encerrados na Equatória Ocidental e os fieis proibidos de celebrarem o culto porque recusaram recensear-se para o voto. A igreja de Yambio inclusive foi queimada.
No estado da Equatória Oriental a venda de álcool foi proibida durante o voto para manter os eleitores sóbrios. A lei seca do condado de Yei, na Equatória Central é mais drástica: bares, discotecas, salões de vídeo vão estar fechados durante a semana do voto e quem for apanhado bêbado vai «destilar» para a cadeia.
De resto, as notícias que chegam de todas as partes do sul do Sudão são idênticas: as pessoas mantêm-se calmas e prontas para decidir pela primeira vez na história o seu destino e por arrastamento o destino do Sudão.

2 comentários:

Sandrinha disse...

Viva a nova nacao que vai nascer!

Anónimo disse...

olá José Vieira. Preciso de falar contigo.
o meu email é:
carlosjorge.narciso@gmail.com
o meu telefone é
00351 961825357

u r g e n t e

abraços
carlos narciso