11 de abril de 2008

VIDA

© Domenica Venanzio

Deste-me tudo,
Dei-me todo.
Amei
E fui amado.
Estamos quites.
Se morrer logo
Parto feliz
Não pelo que fiz
Mas pela multidão
Que trago no coração.

1 comentário:

elsa nyny disse...

Zée!!

"...Mas pela multidão
Que trago no coração."

mais palavras para quê??
Lindo, Lindo, Lindooooooooo!!

Que essa multidão se multiplique por muitos e muitos anos...CORAÇÃO DO MUNDO!!!!

BJTS